Iluminights

theiluminights@gmail.com

https://soundsbyiluminights.bandcamp.com/releases

O Músico e Produtor Cinho Knows fala sobre o trabalho:

“O Iluminights nasceu de uma vontade minha de produzir com a rapidez que as ideias vinham, pra dar vazão a toda a minha criatividade. Então acabou sendo mais uma necessidade do que qualquer coisa. Eu fiquei pouco mais de 1 ano estudando produção musical depois que minha antiga banda se desfez e quando senti que já conseguia me expressar bem, as composições começaram a vir naturalmente. Eu sou apaixonado por sintetizadores e o modo que você consegue moldar os sons, então isso foi um norte pra mim nesse projeto, os synths… O ‘pop’ do synthpop eh uma coisa natural pra mim também, já tentei fugir pro lado mais experimental e sempre acabo voltando pros refrões bem marcados, e estruturas de musica pop mesmo, intro-verso-refrão-ponte-outro e etc… Gosto da ideia do “chorus” do “sing-together” dos refrões. Pra mim música é pra ser feita coletivamente, contando histórias! Na música ‘Ego’ do disco tem esse lado experimental, onde eu desconstruí esse formato e a música acabou sem refrão, com muito synth e um sample do clube da luta! Faço muita “colagem” musical, as ideias se formam em retalhos e vou costurando as melhores, como nesse caso do clube da luta. Enfim, é um projeto que aprendi muito durante o processo porque acabava testando técnicas de produção que eu tinha recém descoberto… E acho que funcionou bem! “

Divulgação:

“O plano que tenho agora é expandir o projeto. Com mais músicos, levar pro palco tanto a versatilidade da música eletrônica quanto o feeling da música ao vivo… Vou rearranjar algumas coisas pra tocar ao vivo, colocando guitarras e o projeto segue em frente! Sem medo de pisar em terras desconhecidas e instrumentos novos!”

Produção:

“A produção foi quase inteira minha, só a master foi feita pelo produtor Thiago Trosso da Lou dog. o projeto ainda é solo (apesar de já ter tocado com um baixista, o Felipe ADP da extinta Cacofônicos). Tem participação do Joao Farah da Tropical Doom na guitarra de ‘You re my od my dear’. Fomos parceiros de banda há uns anos atrás. A letra dessa música fiz com o poeta Leo Gaede. O disco é um “Do it Ourselves”! Muitos me ajudaram, e eu só tenho a agradecer os amigos talentosos que tenho! É isso! Valeu!”

(foto: divulgação)

Anúncios